terça-feira, 30 de julho de 2013

PASSAGEIRA QUEIMA PÉS EM MOTOR DE ÔNIBUS EM DF

UM DOS ÔNIBUS DA EMPRESA VIVA BRASÍLIA - Apesar de ser um modelo de 2007, um dos carros pode ter sido um ônibus de 1959 reencarroçado diversas vezes.

 Uma passageira queimou os pés ao encostá-los, na saída de um ônibus lotado, na tampa de um motor. A queimadura é de terceiro grau, considerada grave, e impossibilitou a doméstica Maria dos Santos de trabalhar. Ela foi hospitalizada e poderá sofrer cirurgia em breve, por conta do grave acidente.

O ônibus é da empresa Viva Brasília, da cidade de Brasília, considerada uma das piores em transporte coletivo e tem a corrupção agravada pela pintura padronizada que oculta as identidades das empresas. Apesar de ser um modelo recente, da Marcopolo Torino 2007, o veículo pode ter sido, na verdade, um reencarroçamento de um ônibus fabricado em 1959, como atestou reportagem da Globo News.

A capital federal é famosa pelos ônibus velhos e pelo fato de até empresas piratas aproveitarem a pintura padronizada para se "infiltrarem" no sistema de ônibus, devido às irregularidades que essa prática, apesar de oficialmente defendida por técnicos e autoridades, acoberta, estimulando a corrupção das empresas de ônibus.

O ônibus estava superlotado e sem manutenção. O motor estaria superaquecido na ocasião do acidente, além do capô do ônibus não contar com borracha de proteção que evitaria o contato com o calor que causou as graves queimaduras de Maria dos Santos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...