sexta-feira, 15 de junho de 2012

CPI INVESTIGARÁ TENTATIVA DE FRAUDE NO TRANSPORTE DO DF


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Camuflar ônibus com uma mesma pintura, além de complicar as atenções dos passageiros comuns - que não possuem os mesmos conhecimentos técnicos de muitos busólogos e urbanistas -  , esconde as empresas prestadoras do serviço de transporte coletivo aos olhos do público.

Isso permite a troca de empresas às costas dos passageiros, já que o reconhecimento das empresas prestadoras de serviço torna-se privativo de uns poucos, e não raro isso favorece a corrupção política, sobretudo o gigantesco esquema do bicheiro goiano Carlinhos Cachoeira, cujas "águas" quase foram "banhar" Eduardo Paes, Alexandre Sansão e Jaime Lerner graças ao intermédio do empreiteiro Fernando Cavendish, da construtora Delta, a principal responsável pelas reformas urbanas para a Copa de 2014.

CPI investigará tentativa de fraude no transporte do Distrito Federal


Da Agência Estado - Reproduzida também no portal R7

Brasília - A CPI do Cachoeira decidiu incluir entre seus focos de investigação a suspeita de que o grupo de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, tentou fraudar um processo de licitação para a bilhetagem eletrônica do sistema de transporte público do Distrito Federal. A decisão foi tomada nesta quinta, após a comissão aprovar o pedido para o recebimento de denúncia criminal sobre essa suspeita.

A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal no mês passado, na qual são citados Cachoeira e outras sete pessoas. Os envolvidos foram denunciados pelos crimes de formação de quadrilha e tráfico de influência. A ação é um dos desdobramentos da Operação Saint-Michel, feita em conjunto pelo MP e polícia do DF, em abril, e que levou à prisão Cláudio Abreu, o ex-diretor da Delta Construções no Centro-Oeste - solto por decisão da Justiça no último sábado. Cláudio Abreu, que esteve na CPI no dia 30 de maio, permaneceu em silêncio durante o depoimento.

A fraude ao processo não chegou a ser concretizada, uma vez que o governo local desistiu de levar adiante a licitação de bilhetagem por ter escolhido outras prioridades de investimento na área de transportes. O governador do DF, Agnelo Queiroz, rebateu nesta quarta na CPI qualquer suspeita de irregularidade no processo. "Tentou, mas não conseguiu, porque o DFTrans (responsável pela bilhetagem) nem sequer realizou a licitação", afirmou o governador.

2 comentários:

  1. Me desculpem por fazer uma pergunta fora do tema central deste blog, mas eu gostaria de saber como faço para postar comentários no blog Pizzaria do Poder? Falo isso porque já me tornei um membro do referido blog, mas mesmo assim não consigo fazer comentários nele.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...