quinta-feira, 29 de março de 2012

COMANDANTE DO BATALHÃO DE NITERÓI GARANTE SEGURANÇA DURANTE GREVE



COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A greve de ônibus decretada na madrugada de hoje envolve São Gonçalo e outras cidades do Grande Rio.

Comandante do batalhão de Niterói garante segurança durante greve

Do Jornal O Fluminense

Policiamento foi reforçado para evitar transtornos durante a paralisação dos rodoviários. Reforços com homens e viaturas serão designados de acordo com a necessidade

Para garantir a ordem e o bem-estar da comunidade, o comandante do 12º BPM (Niterói), Wolney Dias, declarou que o policiamento já foi reforçado desde a última quarta-feira nos terminais rodoviários e que policiais e viaturas vão ser designados de acordo com a necessidade. Já o subtenente Silva Filho, relações públicas do 35º BPM (Itaboraí), declarou que vai haver reforço nas garagens e estações, com um aumento no efetivo de 22 oficiais no município. O 7º BPM (São Gonçalo) foi procurado pela reportagem, mas não informou se haveria alterações.

Serviços - A Barcas S/A declarou que devido à greve, a empresa vai operar com viagens extras para atender um possível aumento na demanda.

Comércio - “Essa paralisação afeta, sem dúvida, o bom desempenho de vendas que o comércio vem tendo. Ainda mais nesses três últimos dias do mês. Ou seja, na véspera da Páscoa”, afirma o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Niterói, Fabiano Gonçalves.
Ainda segundo Fabiano, cada empresa tem sua filosofia de descontar ou não o dia de trabalho do empregado que não conseguiu chegar ao trabalho por conta da paralisação dos rodoviários.

domingo, 25 de março de 2012

LINHA DA 1001 TEM DEMANDA FRAQUÍSSIMA



Por um erro estratégico do DETRO, uma das linhas intermunicipais para o Rio de Janeiro está causando dor de cabeça à empresa operadora, por conta da baixíssima demanda.

Trata-se da linha 775D Charitas / Humaitá, da Auto Viação 1001, que possui o agravante de circular quase sempre com ônibus praticamente vazios, o que significa um grande prejuízo para a empresa.

Em muitos casos, os veículos que circulam na linha chegam, nos dias de semana, a rodar vazios de Charitas ao Ingá, em Niterói, e já vão para a ponte com uma lotação que não paga os custos de combustível da frota em circulação.

No Rio de Janeiro, nem se fala, afinal quem está na cidade já se dispõe de linhas para o Botafogo, Copacabana (via Túnel Velho) e Jardim Botânico que passam no Humaitá, e várias linhas que passam pela Av. Pres. Vargas e pela Lapa, que fazem parte do trajeto da linha 775D.

A 1001, que já acumula um excedente de linhas, na medida em que pegou também várias linhas da Rápido Macaense, não consegue obter o lucro necessário, na linha 775D, que possa pagar os altos custos da linha.

A baixíssima demanda contém um agravante se compararmos que linhas mais funcionais como a 144 Caxias / São Gonçalo, da Transturismo Rio Minho, são muito mais funcionais e possuem alta demanda potencial, mas sua circulação se restringe ao horário de pico.

Para a 775D ter algum aproveitamento, o itinerário poderia ser prolongado para a Barra da Tijuca (altura da Alvorada e Via Parque) porque, embora haja maior custo devido ao percurso, haveria uma demanda até agora inédita entre Niterói e Barra, fazendo com que a linha tenha sua razão de ser.

Do jeito que está, só será prejuízo, com os pouquíssimos passageiros que se dispõem a pegar os ônibus da 775D.

terça-feira, 6 de março de 2012

ENGARRAFAMENTOS NA AV. PRES. VARGAS. E AI DE VOCÊ RECLAMAR. CERTOS BUSÓLOGOS NÃO GOSTAM



O engarrafamento do BRS implantado na Av. Pres. Vargas é a pimenta nos olhos dos outros dos tecnocratas do transporte, como a própria padronização visual que desafia as atenções dos coitados dos passageiros e dificulta ao povo a identificação da empresa que serve determinada linha.

Só que, a depender de uma "poderosa" elite de busólogos, ninguém mais pode reclamar. De repente, surgiu o AI-5 da busologia, com a "faxina" ideológica das comunidades tipo Busólogos do RJ e a proibição informal de qualquer comentário contra Eduardo Paes e seu secretário de transportes Alexandre Sansão. Gente que é movida a intolerância e desrespeito humano contra quem pensa diferente dela.

Se é demitido pelo atraso causado pela demora de um ônibus, tudo bem. Se morre passageiro num acidente causado pelo mal súbito de um motorista estressado, tudo bem. Se morrem passageiros em acidente de bonde, tudo bem. Se morrem pacientes nos hospitais, tudo bem. Se explodem bueiros e botijões de gás, tudo bem. Se você reclamar do grupo político de Paes e Sérgio Cabral Filho por conta desses desastres, você é punido pela trolagem e pelo reacionarismo dessa elite busóloga que envergonha o país e agora se esconde nas redes sociais bancando os "donos da verdade".

Se você é solteiro, é xingado de "virgem". Isso quando seu nome não é utilizado por um desses busólogos reacionários como um fake que só diz comentários pornográficos. Se você reclama disso, é até ameaçado. Tudo por conta da intolerância de uma minoria de busólogos que parecem querer mandar em tudo e em todos.

Enquanto isso, passageiros sofrem o atraso no trabalho e nos estudos, pegam ônibus errados, sofrem mil infortúnios. Claro, todo mundo tem que sorrir, para o "bem social" das autoridades, tecnocratas e das elites busólogas "donas da verdade", que no fundo cobiçam cadeiras na ALERJ e contatos pessoais com os astros mundiais do esporte.

É uma pena que isso acontece. Certos busólogos parecem estar vivendo no Brasil de 1964, se comportando feito os CCCs da vida...

sábado, 3 de março de 2012

Reajuste de mais de 60% (R$ 2,80 para R$ 4,50) no valor das barcas passa a valer neste sábado



COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A revolta de 1959 não aconteceu e os protestos tornaram-se mais pacíficos. No entanto, o aumento é abusivo e não há garantia de que melhorias no serviço ocorrerão.

Reajuste de mais de 60% (R$ 2,80 para R$ 4,50) no valor das barcas passa a valer neste sábado

Moradores de Paquetá e Ilha Grande terão direito a duas passagens gratuitas por dia

Do Portal R7

Marcado para a última quinta-feira (1º), o reajuste no valor da passagem das barcas para os usuários da linha Rio-Niterói foi adiado para este sábado (3). De acordo com a Secretaria Estadual de Transportes, a data foi alterada com o objetivo de aumentar o tempo para que os usuários façam o Bilhete Único intermunicipal, que dará desconto na tarifa. O preço do bilhete das barcas vai subir de R$ 2,80 para R$ 4,50 - aumento de 60,7%. O valor para os usuários que utilizam o Bilhete Único também subiu. Agora vai custar R$ 3,10. O valor da diferença gerada pela alteração será subsidiado pelo governo do Estado.

Os moradores de Paquetá e Ilha Grande, com ou sem cartão, precisam se cadastrar para ter acesso a outro desconto: eles terão direito a duas passagens gratuitas por dia. Este benefício, segundo a secretaria, já começou a valer a partir da última quinta-feira.

Os usuários que não possuem o cartão do Bilhete Único ou Riocard podem procurar os postos de cadastramento. A expectativa é de que 30 mil usuários das barcas se inscrevam no sistema.

Justificativa

De acordo com a Agetransp (Agência Reguladora de Transportes), um estudo coordenado por uma empresa terceirizada verificou que há um desequilíbrio econômico e financeiro no contrato com a concessionária responsável pelo serviço de barcas. A análise foi enviada para a Secretaria Estadual de Transportes que, após um cálculo, informou a necessidade do aumento de cerca de 60%.

Alerj é contra o aumento

O deputado Marcelo Simão, presidente da Comissão de Transportes da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), desaprovou o aumento. Simão espera, ao menos, que a alteração no valor do bilhete seja convertida na melhoria dos serviços.

- Nós somos contra o aumento nas passagens, em que pese o subsídio dado pelo governo. Minha preocupação, agora, é saber se essa majoração nos preços dos bilhetes vai ser revertida na melhoria dos serviços: compra de novas embarcações para substituir as atuais, que são muito antigas, e reforma das estações que mais parecem currais. Os passageiros não podem continuar sofrendo com a falta de qualidade no serviço. Vamos cobrar.

Problemas

A concessionária responsável pelo serviço de barcas informou que três embarcações da linha praça 15 - praça Arariboia foram depredadas no último domingo (26). Segundo a empresa, a segurança do transporte havia sido reforçada em razão do grande número de foliões previsto para o último dia de Carnaval.

Ainda de acordo com a concessionária, “as embarcações foram retiradas de operação para manutenção e reparos nos assentos rasgados, nas televisões e nas janelas quebradas”.

Segundo a empresa, os passageiros também jogaram coletes salva-vidas na baía de Guanabara e esvaziaram os extintores de incêndio. O material deve ser reposto em breve.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...