terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CONTROLADORA E MOTORISTAS SE DESENTENDEM E GREVE DE ÔNIBUS CONTINUA EM CURITIBA



A Justiça do Estado do Paraná decidiu que 60% das frotas de ônibus de Curitiba deveriam voltar a circular no horário normal e 80% no horário de pico, mas até agora não houve entendimento e a greve dos rodoviários, anunciada na noite de ontem, continua.

Os rodoviários entraram em greve porque reivindicam, entre outras coisas, mais respeito às escalas e condições de trabalho, além de um reajuste salarial de 40%, aumento do valor do vale alimentação e estabelecimento de pelo menos um domingo de folga a cada mês.

Os rodoviários, através do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), se dispuseram a cumprir a decisão da Justiça, mas queriam saber da controladora do sistema de ônibus de Curitiba, a Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), qual a quantidade correta de veículos que deveria ser destinada às linhas.

O presidente da Urbs, Marcos Isfer, no entanto declarou que os rodoviários têm consciência dos carros que deveriam distribuir para as linhas, o que foi negado pelos rodoviários, que sem saber das condições de distribuição das frotas, decidiram continuar a greve.

Os moradores de Curitiba, hoje, sofreram sérios transtornos no transporte, e o fluxo de carros aumentou consideravelmente. A situação mostra o que está por trás da imagem "paradisíaca" do sistema de ônibus da capital paranaense. Vale refletir.

2 comentários:

  1. Outro detalhe: percebem quue, nas negociações, é a Urbs e não as empresas? Uma semi-estatização descarada.

    ResponderExcluir
  2. Mostrou que não é tão perfeito assim. Se fosse perfeito, não haveria essa greve.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...