quinta-feira, 17 de novembro de 2011

PADRONIZAÇÃO VISUAL ESTIMULA POLUIÇÃO VISUAL



Contrariando os mitos que os defensores da padronização visual dos ônibus tanto dizem, a padronização visual dos ônibus brasileiros praticamente estimula a poluição visual dos ônibus, desnorteando os passageiros mais comuns.

É bom deixar claro que nem todo mundo tem essa facilidade quase automática de busólogos-pelegos em reconhecer os ônibus até na cabra-cega ou no amontoado de empresas diferentes com a mesma pintura.

Temos gestantes, idosos, deficientes físicos, que não podem ter a atenção para diferir, nas ruas do Rio de Janeiro, o que é uma Acari ou uma Matias, uma Bangu ou uma Pégaso, uma Braso Lisboa ou uma Real, uma Caprichosa ou uma Futuro. Da mesma forma que existem semi-analfabetos que reconhecem a empresa pela cor e se confundem facilmente.

Mas mesmo pessoas com muitas tarefas para fazer, de office-boys cheios de documentos e carnês para pagar até professores com aulas complexas para preparar para os alunos, que podem reconhecer facilmente um ônibus, não deixam de estarem sujeitos à confusão.

Só que não se trata de apenas confundir o visual padronizado. A questão piora cada vez mais quando se vê que as informações de consórcio, do complexo e confuso número do carro - em que um B75560 pode ser confundido por um D87560, ou um D53565 por um D58565 - e do nome da empresa em letras miúdas.

Em São Paulo, no entanto, a poluição envolve o logotipo do consórcio, o nome miúdo da empresa e outras informações que são amontoadas no ônibus, de forma a não serem reconhecidos de longe pelo passageiro.

A única coisa que se reconhece, dessa "salada" de palavras e números, é o logotipo da prefeitura da capital paulista, que é o propósito maior dessa padronização visual: criar uma imagem que não é a da empresa que serve a linha, mas a do poder político que intervém, de forma autoritária e tecnocrática, no transporte coletivo, sem benefícios reais para os passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...