segunda-feira, 7 de março de 2011

PADRONIZAÇÃO VISUAL GERA CAOS NOS ÔNIBUS DO BRASIL



Corrupção envolve o Consórcio Leste de São Paulo, de acordo com o que divulga o jornalista e busólogo Adamo Bazani, da rede CBN e blogueiro do portal Ônibus Brasil e do Ponto de Ônibus. Um desses ônibus chegou a ser filmado por outro busólogo com muitas baratas andando no seu interior, assustando os passageiros.

Há irregularidades nas linhas de ônibus de Brasília, onde a padronização visual já troca de "uniforme" de acordo com o gosto do "freguês", isto é, do governador de "plantão" (mandato).

Há o risco de colapso no transporte coletivo de Curitiba, que dificilmente será resolvido com uma mera compra de 390 carros com motor Volvo.

E há a atitude grosseira e arrogante de vários busólogos que disparam desaforos, ofensas e gozações contra quem discorda do processo de padronização visual dos ônibus do Rio de Janeiro (que, por conta desse novo modelo de gerenciamento de transporte, está causando sérias irregularidades e transtornos). Um deles integra um grupo responsável por um fotolog no Fotopages e tem um canal próprio no Ônibus Brasil.

E as greves dos rodoviários de Belo Horizonte tornam-se constantes nos últimos meses.

Ou seja, vale a pena manter esse modelo tecnocrático de transporte coletivo, com base no fardamento dos ônibus, no poder centralizado das secretarias de transporte e na administração tecnocrática voltada aos interesses privados?

Se seus defensores mostram-se arrogantes, agressivos e desrespeitadores, certamente é porque eles sabem que são minoria, que o modelo de transporte coletivo a que defendem é IMPOPULAR e que eles, no fundo, não passam de puxa-sacos dos donos do poder. Que pedem que a gente respeite Eduardo Paes, Jaime Lerner e companhia, mas não respeitam a gente e usam até o nome de busólogos como o coerente Marcelo Pierre de Lima para criar fakes.

Tudo para aparecer nas fotos ao lado de gente como Carlos Arthur Nuzman, Ricardo Teixeira, Pelé, Ronaldinho, Patrícia Amorim, Bernardinho e outros relacionados aos dois eventos esportivos a ocorrer no Brasil.

O poder ilude muita gente. Até busólogos.

Um comentário:

  1. O Leonardo Ivo no "Busólogos do RJ" postou que houve uma reviravolta dessa licitação por parte do MP que é a questão de empresas de serem impedidas de participar da licitação usando laranjas.

    No blog Anti-Padronização, colocquei um texto que foi publicado pelo jornal "O Globo" cujo autor foi o ator Rogério Corrêa criticando a encampação branca. A postagem desse texto na Internet foi de Michel Levy no "Busólogos do RJ". Não vou postar pois só ir lá.

    Para quem tem Orkut, deixei esse mesmo texto nas comunidades "Eu Odeio Pintura Padronizada" e "Ônibus Em Debate".

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...