sexta-feira, 12 de novembro de 2010

SÍTIOS SOBRE ÔNIBUS ANTIGOS FICAM PARALISADOS



Semanas atrás, o portal CIA de Ônibus, ficou algum tempo fora do ar, causando apreensão entre os busólogos. Afinal, o momentâneo desaparecimento do sítio, dedicado à memória dos ônibus brasileiros, com ênfase maior no Estado do Rio de Janeiro, teria causado uma lacuna enorme.

Houve quem achasse que Sydney Ferreira Júnior, responsável pelo portal e claramente contra a padronização visual dos ônibus da cidade do Rio de Janeiro, teria extinto o site em protesto contra a medida. Mas Sydney, que continua posicionando-se contra - o banner contra a padronização visual é reproduzido várias vezes na página principal da CIA de Ônibus, explicou que o sumiço do portal se deu por problemas com o provedor, e que recentemente foram resolvidos, já que a CIA de Ônibus voltou ao ar esta semana.

A memória dos ônibus do Estado do Rio de Janeiro - incluindo o antigo Distrito Federal e o antigo Estado da Guanabara, que consistem na atual capital fluminense - é bastante generosa em acervo, havendo, inclusive, um razoável acervo de ônibus dos anos 1920 e 1930.

No entanto, mesmo com essa situação privilegiada, ainda há problemas em relação à digitalização de sua memória. Pois, assim como ocorrem com certos sites dedicados a ônibus de cidades como Salvador, que param no meio do caminho, dois grandes sites dedicados à memória busófila estão há um bom tempo paralisados: Ponto de Ônibus, do mineiro Augusto Antônio dos Santos, e Avellar Bus, de Rafael Fernandes de Avellar.

Outros busólogos possuem acervos soltos pela Internet como Paulo Roberto Fonseca (já falecido) e Moacir Ramos (que nos anos 70, 80 e 90 foi também exímio designer de pinturas para ônibus, a exemplo de Álvaro Gonzalez e Armando Villela hoje em dia). Eu mesmo contribuo com uma memória digital através de montagens que reconstituem ônibus que existiram realmente no passado.

Mas a paralisação dos dois sítios, Ponto de Ônibus, há mais de dois anos, e Avellar Bus, há mais de seis meses, compromete a memória busóloga, uma vez que ambos prometiam raridades fotográficas que nem uma busca esforçada no Google consegue resolver.

A garimpagem de fotos de cartões postais ou de páginas não-busólogas que às vezes mostram fotos antigas com ônibus - como o fotolog Rio Que Passou, do colecionador André Decourt - , além das consultas no Toffobus e na gravação de fotos estáticas extraídas de vídeos de filmes antigos do Rio de Janeiro no YouTube, ajuda um pouco, mas muitas lacunas deixam de ser preenchidas com a ausência de fotos antigas dos acervos de Avellar e Augusto (este prometeu fotos tiradas entre 1961 e 2001).

Como, por exemplo, as relacionadas às linhas de ônibus de Niterói em 1960. Que empresa é essa tal de Pullman? A Coletivos Rio do Ouro - que, oficialmente, serviu linhas depois herdadas pela Nossa Senhora do Amparo e Viação Rio Ouro (nenhuma relação com a antiga) - também serviu as linhas hoje operadas pela Viação Pendotiba? E o que eram as empresas Viçoso Jardim e Santa Rosa? E o ramal Niterói X Santa Rosa era mesmo com o número 29 (número hoje de uma linha totalmente diferente, ligando o Largo do Cravinho às Barcas)?

Pelos relatos de busólogos ou até mesmo por fotos antigas, sabemos que a Viação Nossa Senhora do Amparo e a Viação Mauá já existiam em 1960. A Viação Brasília surgiu em 1959. A Auto Viação Fluminense foi um mistério resolvido por Rafael Avellar no seu Avellar Bus, já que apenas uma com o modelo Mercedes-Benz O-321, e de miniatura (da qual me baseei para uma montagem reconstitutiva), com a pintura de 1965, foi publicada.

Certamente outros mistérios seriam resolvidos se os sites sobre ônibus antigos tivessem continuidade e os acervos antigos fossem constantemente publicados na rede.

Um comentário:

  1. existiram duas empresas em 1974 do mesmo dono que infelizmente não estou tendo sorte de encontrar fotos apesar de varios contatos com os mais conhecidos da busologia.São ela viação satur (sabía turismo)RJ 154 linha campos nova iguaçu via friburgo e são geraldo linha nova iguaçu são joão de meriti via bnh.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...