domingo, 7 de novembro de 2010

RECENTE, BUSOLOGIA DE SALVADOR CARECE DE MEMÓRIA ANTIGA



SALVADOR, EM DOIS TEMPOS - Praça Castro Alves, em 1960, e Praça da Sé, em 1977.

A busologia baiana é muito recente. Seu acervo é muito precário, se comparado ao acervo da busologia fluminense, e mesmo as informações mais antigas datam geralmente dos anos 70. Não há um site especializado em ônibus de Salvador que seja permanente e abrangente. Além disso, os créditos originais de muitas fotos obtidas em arquivos da imprensa são omitidos, com a responsabilidade "transferida" para o portador do acervo fotográfico.

As informações mais antigas sobre empresas de ônibus de Salvador são genéricas e, em muitos casos, imprecisas. Sabe-se que uma das mais famosas empresas, a hoje extinta Viação Beira Mar S/a (VIBEMSA), surgiu em 1963. Meu pai (que não é busólogo) me informou que a empresa Transportes Sul América, outra das mais famosas e lamentavelmente também extinta, já existia por volta de 1958. Mas eu mesmo pude até passear por essas empresas nos anos 90.

Juntando pesquisas de jornais (A Tarde de 1960, 1961 e 1967), dados de busólogos baianos e relatos do meu pai, as únicas informações acerca da busologia soteropolitana de 45, 50 anos atrás são as seguintes:

- Havia uma empresa, Santa Eulália, que servia linhas de Pernambués por volta de 1960-1961. Sobretudo a linha hoje conhecida como 1109 Pernambués / Barroquinha.

- Na Cidade Baixa, via-se uma empresa com o nome de Varela. Nada a ver com um locutor popularesco que faz sucesso na mídia da capital baiana.

- A Viação Campo Grande (que conheci pessoalmente) também existia por volta de 1958.

- A Viação Ipitanga (também conheci pessoalmente) servia a linha hoje conhecida como 0605 Graça / Praça da Sé, por volta de 1960-1961.

- A Breda Turismo, filial de Salvador, havia surgido por volta de 1967. Nos anos 70, fez uma partilha, resultando na Transportes São Salvador, Viação Cidade de Salvador e Viazul.

- A rodoviária de Salvador, nos anos 50, funcionou próximo ao antigo Ministério da Fazenda, no Comércio (também próximo ao prédio do Instituto do Cacau). Nos anos 60, já havia se mudado para Sete Portas, onde hoje funciona um mercado de horti-fruti. Desde os anos 80, a rodoviária se encontra no bairro do Iguatemi, próximo ao Detran.

- O município de Lauro de Freitas não existia até 1962, sua área ainda pertencia ao município de Salvador.

- O empresário João Evangelista de Souza chegou a morar em Niterói e, durante um breve período, ele, que era dono da Joevanza (hoje de seus herdeiros, tal como outras empresas associadas), chegou a ser sócio da empresa Boassu, de São Gonçalo (que atuava na área de Boassu e Portão do Rosa, e depois foi comprada pela Viação Mauá).

- A santista Urca chegou a ser acionista da Transportes Sul América, nos anos 90.

Outro dado é que todas as empresas muito antigas que operaram em Salvador foram extintas. A mais antiga em atividade é a Joevanza, existente desde os anos 70. Um aspecto a considerar é que as empresas de ônibus costumam falir quando crescem demais e atingem um número excedente de linhas, que não conseguem administrar. Vibemsa, a própria Sul América e Ogunjá foram os exemplos.

Atualmente o transporte coletivo de Salvador está na sua pior fase. Distribuição aleatória de linhas, sem critério de região de bairros, linhas em "pool", "frotas reguladoras" (espécie de operação emergencial inspirada, pasmem, nos ônibus piratas), e boa parte das empresas sem visual personalizado, basicamente branco. Isso numa cidade que valoriza, em sua cultura, a diversidade de cores, seja na raça, seja no vestuário, seja na natureza.

5 comentários:

  1. Nessa foto colorida da Praça da Sé dá para ver alguns Ônibus da SMTC, alguns da Empresa Liberdade [ELTRA] e 1 Metropolitana Vermelho e Amarelo da Vidusa.

    ResponderExcluir
  2. A Empresa Santa Eulália operava em Pernambués. Em 1963, na regulamentação da prefeitura, ela se juntou com a Empresa São Lázaro e surgiu a partir da junção das duas a Empresa Liberdade de Transportes [ELTRA].

    ResponderExcluir
  3. A Viação Varela operava na Cidade Baixa. Ela se juntou com a Viação Ouro Negro e surgiu da junção a Empresa Sul América de Transportes.

    ResponderExcluir
  4. A Viação Campo Grande originalmente atuava com Marinetes na linha Campo Grande x Ribeira, mais tarde ela se juntou com a Pássaro Azul Autoviária que operava na linha Ribeira x Barroquinha.

    ResponderExcluir
  5. Vi uma menção sobre a Viazul e acabei lembrando da minha infância. Lembro bem que viajei num dos ônibus dessa empresa que fazia a linha Salvador x Dias D' Ávila, mais ou menos em meados dos anos 90, para ser mais preciso, em 1995. Era um Mercedes-Benz O 364 Rodoviário, chassi monobloco e motor traseiro. Tinha Bancos de Couro muito confortáveis e era bem macio e silencioso no rodar.

    Não lembro ao certo, pois nessa época eu tinha uns 5 anos de idade, mais depois da Viazul, veio a Viação Oxalá que fazia as linhas intermunicipais Salvador x Dias D' Ávila e Lapa x Nova Dias D' Ávila.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...