terça-feira, 9 de novembro de 2010

AS NOVAS VÍTIMAS DA PADRONIZAÇÃO VISUAL



"É tudo horrível", preveniu André Neves, no seu Clube do Ônibus Legal. Mas agora que as "dalilas" do Alexandre Sansão (secretário municipal dos Transportes) - ou seja, os busólogos que apoiam a padronização visual e agora juram que "não receberam" balinha da Fetranspor ou da Prefeitura do Rio de Janeiro - despejam sua arrogância e sua vaidade sem limites, só temos que, por enquanto, baixar a cabeça e não fotografar mais os ônibus iguaizinhos porque é tudo igual, basta usar o Photoshop e trocar as cores da frente e da traseira, e o nome de um consórcio/empresa por outro. O designer até facilitou as coisas, porque a fonte usada na padronização visual é a Verdana, presente em todos os pacotes da Microsoft e fácil, fácil de ser baixada na Internet.

As novas vítimas do plano da Secretaria Municipal de Transportes concentrar seus superpoderes sobre os ônibus do RJ são a Auto Viação Tijuca (Tijuquinha) e Transportes Estrela Azul, perdendo sua identidade visual e reduzidas a meras oficinas-fiadoras da paraestatal VIAÇÃO CIDADE DO RIO DE JANEIRO.

Pois bem, enquanto as "dalilas do Sansão" tentam nos convencer que não receberam favores da Fetranspor nem da Prefeitura do Rio, vamos adiante com nossa petição que precisa de mais gente para participar. O endereço é o seguinte:

http://www.petitiononline.com/alexfig2/petition.html

Essa petição será enviada para a imprensa e as autoridades, e a mobilização contra a padronização visual continua. Mas a vida também dará sua contribuição, porque a padronização visual, sabemos, na verdade é uma indicação do poder centralizado da Secretaria Municipal de Transportes, ninguém padroniza o visual porque é bonitinho a empresa A ser igualzinha à empresa B. E os infantis somos nós, que contestamos tudo isso?

Vamos lá, pessoal. Qualquer um que esteja na busca do Google procurando por "ônibus" + "Rio de Janeiro" tem que participar da petição, desse abaixo-assinado que vai contra essa demagogia automotiva do senhor Eduardo Paes.

Até porque, por trás dessa licitação toda, as empresas reprovadas oficialmente se camuflaram em outros nomes e conseguiram entrar e, sob a farda padronizada, vão prestar o mesmo serviço irregular de sempre.

Como sempre dizemos, enquanto é novidade, tudo é maravilhoso e lindo. Mas, quando cair na rotina, não serão poucas "dalilas" a dizerem: "eu era feliz e não sabia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...