sábado, 2 de outubro de 2010

VIAÇÃO CIDADE DE CURITIBA APRESENTA NOVOS ARTICULADOS



Diante da crise do transporte coletivo de Curitiba, que mostra a saturação do seu modelo tecnocrático, cujas denúncias hoje assustam autoridades, tecnocratas, empresários e as elites da sociedade civil, paliativos são tomados para tentar minimizar seus efeitos.

A renovação de frota é sempre bem vinda, mas um sistema de transporte coletivo não se define, tão somente, em compra de carros novos. E, em certos casos, a renovação de frota chega a servir de propaganda tardia, como uma medida emergencial para evitar com que denúncias de irregularidades repercutam de forma ainda maior.

Pois a Viação Cidade de Curitiba - paraestatal que controla o transporte por ônibus na capital paranaense - adquiriu vários ônibus articulados, motor Scania, tipo de ônibus que não contava há um bom tempo com renovação de carros. A compra foi destinada a uma de suas sócias, a empresa Água Verde.

A medida, no entanto, não vai trazer a salvação da humanidade e nem é motivo para comemoração. Primeiro, porque são apenas quatro carros. Segundo, porque possuem bancos desconfortáveis. E terceiro, porque vai continuar o mesmo esquema de ônibus com visual padronizado (que confunde os passageiros e camufla as empresas) e outros transtornos conhecidos entre os curitibanos.

E, detalhe: daqui a algum tempo, veremos como estarão os ônibus depois de rodarem superlotados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...