terça-feira, 19 de outubro de 2010

DIVULGAÇÃO DA PADRONIZAÇÃO VISUAL














É muito duro, doloroso, triste, mas temos que divulgar para informar quem puder entender todo esse esquema.

Porque o chamado "povão" não vai entender mesmo, e essa que é a maior demanda do transporte coletivo, que mal consegue ler uma bula de remédio, terá que ter um raciocínio matemático só para pegar um ônibus.

Se estiver no ponto de ônibus e conseguir ver o veículo chegando de frente, ainda dá para identificar o número da linha, isso se o letreiro digital não pifar. Mas, para quem está longe do ponto de ônibus e quer alcançar o ônibus desejado, a confusão será inevitável, com toda a campanha de divulgação que houver.

Apesar da badalação do projeto pelas autoridades e pelos tecnocratas, ele tem prazo de validade: FINAL DAS OLIMPÍADAS DE 2016. Isso significa que, se o sistema perdurar depois disso, o colapso do sistema de transporte carioca será irreversível. Porque o que está por trás desse visual padronizado é uma lógica de concentração de poder do Estado, com financiamentos da iniciativa privada, modelo que já se desgasta em cidades como São Paulo e Curitiba.

Aqui está o fardamento dos ônibus do Rio de Janeiro, entregues ao mesmo modelo que o demotucano enrustido Jaime Lerner lançou no auge da ditadura militar:

INTERNORTE, INTERSUL, TRANSCARIOCA E SANTA CRUZ
Cada um com convencionais, midis e micros (aparentemente não foi divulgado padrão para articulado nem ar condicionado).

STPL (vans operadas por cooperativas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...