sábado, 17 de julho de 2010

CARIOCA TERÁ QUE USAR CADA VEZ MENOS O AUTOMÓVEL



A "liberdade" automotiva dos cariocas está com os dias contados. Como também está por um fio o desejo de ter automóvel por puro status. Com as reformas do trânsito previstas pela Prefeitura do Rio de Janeiro, que envolvem o fechamento da Av. Rio Branco para veículos, a demolição de um trecho do Viaduto da Perimetral e a redução da quantidade de ônibus a circular no Centro e Zona Sul, isso significa mais restrição para o trânsito carioca, com menos coletivos e menos artérias viárias.

Este é um alerta que todo o povo carioca terá que seguir, o que forçará muitas pessoas a abrir mão de seu conforto, evitando o uso de automóvel até mesmo para ir ao trabalho ou levar os filhos à escola. O uso do automóvel cada vez mais será associado apenas a situações de extrema urgência.

Também estão contados os dias em que uma mesma família tem um carro para cada membro. Os cidadãos têm que se preparar para começar a vender seus automóveis, sob pena de contribuirem para os congestionamentos que irritam as pessoas e complicam a vida de quem realmente precisa usar o automóvel para se deslocar para algum lugar.

A situação é séria e grave, porque o risco de congestionamentos a ocorrerem com as medidas da prefeitura carioca é de um aumento de pelo menos 75% do fluxo de veículos, transformando áreas como o Castelo e as praças 15 e Tiradentes e seus entornos em verdadeiros acampamentos sobre rodas.

POSSÍVEIS SOLUÇÕES

Não seria eficiente que se estabeleçam, no Rio, medidas arbitrárias para restringir a circulação de veículos, como os rodízios por código de placa de carro adotados em São Paulo. Melhor seriam as campanhas educativas que esclarecessem as pessoas que o uso do automóvel não pode ser feito por motivos banais, ou mesmo por motivos úteis mas nem sempre urgentes. Há famílias que poderiam muito bem pegar ônibus ou trem para irem ao trabalho ou levar seus filhos para a escola.

CARONA DE AMIGOS - Outra solução, que deveria ser a mais urgente, deve ser a combinação de vizinhos próximos para pegarem um único automóvel para irem ao trabalho, dentro de um percurso comum. Por exemplo, se na Tijuca há um grupo de amigos que mora em diferentes áreas, como Andaraí, Saens Peña, Estácio e Rio Comprido e eles trabalham em diferentes bairros da Zona Sul, entre Botafogo e Ipanema, o ideal é que esses amigos combinem para que peguem o mesmo carro, dirigido por um deles, e assim todos seguem o percurso, na carona, para irem ao trabalho.

NOSSA META PARA A ZONA SUL: 60% DE AUTOMÓVEIS A MENOS, USO DE AUTOMÓVEL PARA DENTRO DA ZONA MAIS RARO

A meta adotada pelo nosso blog para a circulação de automóveis na Zona Sul é de menos 60% dos automóveis que hoje circulam. Uma forma de tornar o trânsito bem mais fluente e tornar a zona bem menos poluída.

Nossa outra meta também é fazer com que o uso de automóveis para bairros dentro da Zona Sul sejam cada vez mais raros. Uma pessoa não pode usar um automóvel, sem necessidade, para ir do Jardim Botânico para Copacabana. A pessoa deveria se esforçar e pegar um ônibus.

A circulação de automóveis é problemática porque, sendo veículos dotados de cinco lugares, eles quase sempre são ocupados por um único indivíduo. Isso desperdiça seriamente o espaço para o trânsito nas ruas, sem falar que um ônibus, que ocupa o espaço físico de dois automóveis nas ruas, é capaz de tirar até 200 automóveis nas ruas, sobretudo na hipótese de que todo automóvel é ocupado apenas por uma pessoa.

Por isso mesmo é bom que as pessoas se conscientizem de que não se deve usar automóvel sem motivo. Certamente, muitos perderão o conforto e o status. Mas será melhor assim. Afinal, é preciso sacrificar esse conforto e status para que congestionamentos não aconteçam. E quando ocorre um congestionamento, não adianta conforto, nem status, nem qualquer pretexto: os cidadãos ficam plantados no trânsito, atrasando no deslocamento para seus lugares. Se atrasar no trabalho, por exemplo, será justa causa na certa. E aí, adeus conforto, adeus status.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...