sábado, 24 de julho de 2010

CAOS NO TRÂNSITO DE SALVADOR


COMENTÁRIO DESTE BLOG: Nos 18 anos em que vivi em Salvador, eu pude verificar bem o caos do trânsito na capital baiana, sobretudo no entorno do Iguatemi que envolve vários acessos que ligam a rodovia BR-324, a Av. Luís Viana Filho (Av. Paralela), o Itaigara, a Av. Mário Leal Ferreira (Bonocô) e a Rótula do Abacaxi (que por sua vez também liga várias áreas, como Cabula, Sete Portas, Av. San Martin e também BR-324).

As sucessivas obras de construção de novos acessos, desde 1993 - principalmente na conclusão de via exclusiva de ônibus que um certo ex-prefeito, hoje dublê de radiojornalista, não concluiu de propósito (corrupção...) - , não conseguiram resolver os congestionamentos, ante o aumento do número de automóveis e do radicalismo dos baianos, mais do que o dos cariocas, na frescura de utilizar o automóvel para fins supérfluos e banais.

Isso se deve sobretudo ao péssimo transporte coletivo da capital baiana, preso a um padrão viciado e retrógrado, com restrição na quantidade de ônibus em circulação, na distribuição caótica e politiqueira de linhas por áreas de bairros, pelos bancos desconfortáveis e inseguros e sobretudo pela arbitrariedade dos empresários, principalmente na hora de censurar a imprensa para que críticas mais graves deixem de ser divulgadas. Só isso faz os baianos preferirem a "comodidade" dos automóveis, em vez de encarar ônibus superlotados numa espera que chega a durar no mínimo meia hora.

Caos no trânsito de Salvador

Do site Folha Salvador - 24.11.2009

Engarrafamentos, buzinas, xingamentos e stress se tornaram cada vez mais comuns no dia-a-dia do soteropolitano. De acordo com matéria publicada no dia 26 de setembro pelo site Portal do Correio, Salvador ocupada a segunda posição no ranking das capitais nordestinas com maior número de veículos em circulação nas ruas da cidade, aproximadamente 569 mil carros transitam na capital. A previsão é que em 2014 já existam 805 mil automóveis rodando nas ruas de Salvador.

Por conta desse crescente número de conduções espalhados nas avenidas soteropolitanas, a população tem enfrentado sérios problemas ao trafegar nas principais vias da cidade. Um dos pontos mais crítico da capital baiana fica na região do Iguatemi devido ao grande fluxo de automóveis que circulam na área. Pessoas que trafegam pelo local reclamam pelos inúmeros congestionamentos que são obrigados a enfrentar diariamente. A bancária Lívia Vitor, que mora no Cabula e trabalha na Avenida Tancredo Neves, diz gastar em média – uma hora e meia de casa para o trabalho.

Entre as principais promessas dos governos federal, estadual e municipal para a melhoria no trânsito da terceira maior capital do país, está à construção da Via Expressa Baía de Todos os Santos que visa desafogar o tráfego na Rótula do abacaxi, BR 324, Largo dos Dois Leões, Ladeira do Cabula e Baixa de Quintas. Outra grande expectativa dos baianos é finalização das obras do metrô que pode facilitar a vida de quem enfrenta diariamente o caos no trânsito da metrópole.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...